Superdotação e hiperatividade (TDHA)

crianças de costa no lagoA Superdotação é um fenômeno normal na natureza, uma característica inata da pessoa. Esta característica em si não é nenhum distúrbio ou doença que necessite ser tratada, pelo contrário, pode ser considerada como um dom, algo que foi presenteado pela natureza para a determinada pessoa.

A Hiperatividade/ transtorno e déficite de atenção, é um distúrbio físico onde a pessoa talvez necessite de ajuda médica em muitos casos.

Deixo claro que são duas características independentes entre si. Há pessoas que são superdotadas e há pessoas que são hiperativas.

Cuidado! Algumas formas de comportamento de uma criança superdotada podem ser facilmente confundidas com as características da hiperatividade.

Explico como: a criança superdotada mostra mais energia física e mental que a maioria das crianças e é também comum precisar de menos horas de sono que a maioria das crianças. Os pais vêm uma criança que nunca quer dormir, que está constantemente em movimento e que parece que nunca presta atenção no que estão falando para ela. Esta forma de comportamento também se vê em uma criança hiperativa.

Então como diferenciar uma da outra?

Continue Lendo “Superdotação e hiperatividade (TDHA)”

Como funciona a pedagogia Montessori?

 

Na escola tradicional montessoriana não há provas nos primeiros anos escolares, não há

globechildren
Na Austrália

crianças sentadas enfileiradas olhando para a professora na frente da sala de aula e o professor não ensina a mesma coisa para todos ao mesmo tempo como na escola tradicional. Mas funciona isso? Não vira um caos?

Não. Funciona da seguinte maneira: Não há mesas e cadeiras enfileiradas. Na sala de aula cada criança tem seu espaço, um tapetinho no chão onde ela pode trabalhar. Ela também é livre para se movimentar na sala de aula. Movimentar-se sim, mas com naturalidade, sem correr ou se comportar de maneira desagradável. Seus próprios colegas de classe cuidam para que ela se comporte desta forma. Com o tempo elas aprendem naturalmente que respeito mútuo é bom e faz parte do cotidiano. Continue Lendo “Como funciona a pedagogia Montessori?”

O alfabeto móvel de Maria Montessori

O alfabeto móvel foi desenvolvido por Maria Montessori sendo um dos seus materiais didáticos mais populares, conhecido no mundo todo!

Destinado ao início da alfabetização, este material sofre algumas variações, devido a falta de conhecimento de algumas pessoas. No entanto na sua forma original, é um material muito bem pensado em todos os seus detalhes. As consoantes de cor vermelha e as vogais azuis para que se diferenciem umas das outras. A criança já vê o que é vogal e o que é consoante. O tamanho das letras são preparados para o tamanho das mãos da criança. Cada letra tem seu lugar fixo, para facilitar  a procura desta na hora de formar as palavras e facilitar a memorização da sequência das letras, aprendendo o alfabeto. E assim como todo o material montessoriano há uma forma descrita por Maria Montessori, de como se trabalhar com este material. O vídeo 2 sobre este material enfocando aspectos importantes da sua estrutura e forma didática já está à disposição aqui: vídeo 2

Simone Clemens/pedagoga montessoriana

Dislexia na Alemanha

 

abc-916667_640

Acabo de ler agorinha mesmo um bom artigo (em Português) sobre dislexia e discalculia de uma renomada pedagoga brasileira especialista no assunto. O que li foi muito interessante, mas ficou claro que há muitas diferenças como se vê e se trata na prática estas características especiais na escola aqui (Brasil) e na Alemanha. Primeiro que dislexia/legastenia e discalculia são problemas bastante conhecidos e reconhecidos no sistema escolar alemão.  A criança com dislexia é rapidamente reconhecida nos primeiros dois, três anos  de alfabetização pela professora.

Continue Lendo “Dislexia na Alemanha”

Superdotação: O papel do psicólogo

 

O papel do psicólogo é essencial: Na escola: O psicólogo é aquele que vai confirmar de hands-598146_640maneira teórica e burocrática ( por ex. através de testes e relatórios) as possíveis altas habilidades da criança observadas pelo professor. É ele que vai conversar com os pais sobre as particularidades da criança e dar as primeiras orientações sobre o assunto tanto sobre os aspectos emocionais como  práticos. Como fazê-lo se o profissional não tiver conhecimento sobre o assunto? Continue Lendo “Superdotação: O papel do psicólogo”

Superdotação e preconceito

 

menininho de óculosO maior preconceito com relação ao Superdotado é a crença no cliché que estas crianças por terem algo a mais, não precisam de ajuda, elas vão sozinhas, por si só. Não, ser superdotado é o mesmo que ganhar um presente que não se pode desempacotar sozinho! Para desempacotar este presente é preciso de ajuda e de muita ajuda: dos pais, professores, psicólogos e de toda a sociedade. Mesmo porque o presente não é só para eles mas também para toda a sociedade!

Continue Lendo “Superdotação e preconceito”

Para Montessori: Escola e Comunidade são inseparáveis

Hoteaching-928637_640je descrevo um pouco como funciona a relação comunidade-escola na educação montessoriana. Na escola tradicional Montessori, os pais tem participação ativa na manutenção física da escola assim como participação ativa nas atividades da escola. Pais pintam, limpam a escola em mutirões, ajudam na organização e manutenção da biblioteca, do escritório, dos materiais didáticos, festas, participando cada um de acordo com seus dotes e disposição de tempo. Continue Lendo “Para Montessori: Escola e Comunidade são inseparáveis”