Colunas da pedagogia montessoriana

pela

Aprendizado natural

A atividade da criança é impulsionada por si própria e o educador apenas acompanha e orienta este processo.

002952O processo de aprendizado de uma criança nunca é interrompido pelo adulto. A criança pode passar dias em uma só atividade a qual está naturalmente impulsionada a fazer até o seu resultado final. Crianças podem passar dias trabalhando formas geométricas, empilhando cubos, trabalhando com as hastes de madeira para aprender a comparar tamanhos, juntando letras, fazendo experimentos científicos até que se sinta satisfeita e o seu objetivo seja alcançado.

A criança escolhe um material o qual gostaria de trabalhar e o leva para o seu “tapetinho” ou mesa onde quiser trabalhar. Ela escolhe se quer trabalhar só, com um colega ou em grupo. No seu lugar ela trabalha concentrada, em tom de voz baixo, sem atrapalhar os demais e quando terminar a tarefa, recoloca o material na prateleira de novo.

Parece muito bom para ser verdade?

O respeito a si mesmo, aos outros e ao meio ambiente

O respeito a si aos outros e ao seu meio, ou seja à natureza, é outra coluna muito sólida na educação montessoriana.

A criança aprende a cuidar dos materiais didáticos da sala, limpar, arrumar sua sala de aula,meioambiente sua escola e como consequencia sua casa. Como? Num grupo de idade mista, as crianças maiores são exemplo para as crianças menores. O professore/educador apenas controla se as diretrizes estão harmonizadas. Quando a maioria já trabalha de uma determinada forma, os menores que vão chegando, integram-se ao grupo.

Só há 1 exemplar de cada material didático na sala de aula. Já por esta razão cada material é especial. Se um começar a não cuidar do material, a próxima criança interessada no “brinquedo” o advertirá (já que há somente 1 exemplar).

A sala de aula e a escola é cuidada em forma de revezamento semanal. Obras maiores da escola são feitas pelos pais com a coordenação da escola através de mutirão. Também  alguns pontos do trabalho burocrático, a organização de festas e a manutenção da biblioteca são feitas ativamente pelos pais.

O ser humano valoriza mais o que ele mesmo cuida.

A autonomia da criança

005118O objetivo da criança é tornar-se cada vez mais autônoma. Isto é fato. Está na natureza de toda criança querer andar, comer, falar, ir independizando-se cada vez mais do adulto, para um dia atingir sua independência completa.

O que Maria Montessori propôs, é um meio preparado para apoiar este processo de autonomia. Um meio onde tudo foi pensado para colaborar com este aprendizado.

Os móveis, os utensílios do dia a dia tem o objetivo em ajudar a criança a aprender os cuidados com si própria e com o meio em que vive: como vestir-se, limpar os sapatos, pentear os cabelos, lavar as mãos, encher um copo, acender fósforos sem queimar-se, cortar sem ferir-se, lavar, secar uma louça, estender roupas, limpar, cozinhar coisas simples, enfim, um meio em que tudo seja de tamanho proporcional ao  da criança para que esta possa treinar confortavelmente a sua autonomia.

Cada atividade a ser aprendida é começada por vontade livre da criança e orientada por uma criança mais velha ou pelo educador.

A autodisciplina

002231Quantos de nós percebemos falta de disciplina em nós mesmos? Quantas pessoas afirmam que necessitam de outra pessoa para “obrigar-los” a realizar determinada atividade? É comum ouvirmos”…eu preciso de um professor que me leve  a ir à academia, pois sozinho eu não tenho disciplina…”

Justamente por  isto Maria Montessori achava que deveríamos ajudar as crianças desde o começo, treinando a autodisciplina.

O método e o meio ambiente preparado (material didático) incentivam a criança à autodisciplina. Estes direcionam a criança a concentrar-se, focar sua energia, controlar seu físico, sua coordenação motora, a respeitar, a esperar, a centrar-se consigo mesma.

Para que esta autodisciplina dê certo, é necessário que se perceba e que se respeite os períodos sensíveis de aprendizado de cada criança.

Períodos sensíveis ou períodos de janelas abertas hoje já comprovados pela neurologia são fases onde o cérebro da criança está mais apto a aprender esta ou aquela capacidade. Nestes períodos a criança tem o impulso em aprender determinado tema de forma intensiva, com grande capacidade de concentração. O que é aprendido nestes períodos sensíveis é mais efetivo e guardado por mais tempo na memória.

Aprendizado multisensorial

Uma forma de aprender multisensorial significa utilizar todos os sentidos do ser humano no processo de aprendizado.

Não somente o lápiz e o papel, não somente as mãos, mas sim também o olfato, a audição, o paladar, o tato.

Montessori mostrou através do seu método com seus materiais didáticos multi sensoriais,003424 que todas as atividades intelectuais não só podem como são aprendidas de forma mais efetivas se aprendidas usando todos os sentidos. A descoberta deste princípio pedagógico não devemos só a Maria Montessori, mais também a grandes pedagogos precursores a ela como Jean Séguin e  Édouard Itard.

O que na época se pode provar empiricamente, ou seja, através de experimentos práticos, hoje a neurologia pode provar cientificamente. Por isso o método Montessori é mais atual que nunca, mesmo que muitas vezes não leve o rótulo de seu nome.

A educação para a paz

Montessori propõe uma educação que leve as crianças a conviver em paz consigo e com  os demais.

Os alunos são levados a falarem sobre seus sentimentos, sobre suas frustrações de forma clara favorecendo o entendimento das outras crianças e da empatia.

crianća na árvoreNormalmente há um local, uma mesa, um tapete reservado para resolver conflitos. Orientados pelo educador os envolvidos no conflito são convidados a expor suas opiniões e a falar sobre o que sentem no momento. Sem a pressão de um “juíz” que dê um veredicto de certo ou errado imediatamente.

A criança tem um espaço para falar de seus sentimentos e tem tempo para pensar, para refletir. A criança aprende que conflitos podem ser resolvidos com calma e com palavras. Que sentimentos como raiva, medo, ansiedade, frustração são normais de todos e que podem levar a resultados construtivos.

Simone Clemens/ pedagoga montessoriana pela associação Montessori de Aachen/Alemanha filiada a AMI – Associação Montessori Internacional e especialista em superdotação infantil e na adolescência pela IFLW/Alemanha

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s