Seu filho/aluno recebe o suficiente na escola/jardim de infância?

 

menininha lendoO aluno superdotado necessita de um apoio intelectual especial na escola, devido ao seu processo cognitivo diferente da maioria das crianças. Esse processo de aprendizado é acelerado e na maioria das vezes assíncrono. Por isso detectar uma pessoa com altas habilidades não é tão simples quanto muitos pensam. Lembro aqui, que ser superdotado não significa saber tudo e o aluno não é necessariamente superdotado em todas as áreas do conhecimento.

Mesmo o professor sabendo que determinado aluno é superdotado, também não é sempre  fácil detectar, se este aluno está recebendo o suficiente impulso para seu aprendizado. O mesmo se dá se o professor /educador ainda não percebeu se determinada criança é superdotada. A falta de conteúdo e forma adequada de aprendizado é a causa de 80 % dos problemas de superdotados em instituições de ensino, segundo pais e professores.

Fato é que crianças superdotadas que não recebem suficientemente impulsos intelectuais na escola/jardim de infância, podem sofrer vários danos emocionais e distúrbios de comportamento.

De acordo com estudos empíricos são 4 os principais sinais de déficit de apoio intelectual em crianças  e jovens superdotados:

  • Desligar-se em sala de aula

O aluno fica “desligado”, sem motivação e ocupa-se com outras coisas. O perigo para esta criança é não aprender como aprender (técnicas de aprendizado), o que pode prejudicar seu caminho escolar.

A criança do jardim de infância, não entende o que é pedido para fazer, não entende as regras das brincadeiras ou jogos. O que pode prejudicar a socialização e a motivação da criança pequena.

  • Atrapalhar a aula

Freqüentemente a criança comporta-se como o “engraçadinho ” da sala, interrompe a aula e a explicação da professora/or. O professor tem muito problema de disciplina com este aluno.

  • Esconder seu talento

Esta criança/jovem com o objetivo de não parecer diferente dos outros, adapta-se ao ambiente, escondendo suas capacidades especiais. Geralmente meninas procuram aceitação social por este caminho. Como uma bomba que pode implodir a qualquer momento, estas crianças/jovens podem ter sérios problemas psicossomáticos e depressões que podem culminar até com suicídio.

  • Excelente desempenho escolar sob a pena de isolação social

esta criança/jovem não se importa com a opinião de seus colegas de classe. Estes são os que atingem somente notas máximas e de todos os grupos, são os primeiros a serem reconhecidos rapidamente como superdotados. O preço deste caminho é o isolamento social, que pode acarretar também problemas psicossomáticos e depressões sérias.

Entendendo porque o currículo e a didática da escola e do jardim de infância comuns não suprem as necessidades de um superdotado. Compare!

 superdotado

  1. preferência em criar sua própria forma de pensar/descobrir
  2. entendimento rápido da matéria sem muita necessidade de repetição/automatização
  3. Interesse amplo e profundo por muitos temas
  4. pré-conhecimento sobre muitos temas acima da média das crianças da sua idade
  5. criatividade aguçada
  6.  preferência por caminhos e respostas abertas

escola comum

  1. Foco em reproduzir o que já foi pensado/descoberto
  2. muita repetição e muitos exercícios de automatização
  3. Poucas matérias relacionadas e apresentação superficial destas/sem ou com pouca oportunidade de aprofundamento
  4. Conhecimento dado de acordo com idades/ Cada classe contém crianças da mesma idade
  5. Conformismo: Muitas vezes por diferentes razões, pergunta-se pouco ou espera-se que não se questione causas e que aceite a resposta, a teoria conhecida.
  6. Caminho dado a respostas, sem a oportunidade de novas descobertas

Como ajudar

Mas a criança/ o jovem superdotado não precisa estar só e não está fadado a perecer na sua instituição de ensino. Existem uma série de medidas que podem ajudar e muito o seu desenvolvimento social, psicológico e seu desempenho intelectual na escola/jardim de infância:

  • Diferenciação do aprendizado em sala de aula

002237Aqui trata-se da diferenciação e aprofundamento de conteúdo para o aluno superdotado. O aluno superdotado recebe outras atividades, ex: outras tarefas de casa do que seus colegas. No jardim da infância suas perguntas são diferenciadas, mais profundas de acordo com seu talento, mesmo estando na mesma atividade que outras crianças.

  • Grupos especiais de aprendizado e cursos extra

002257Grupos especiais com crianças/jovens de diferentes idades, podem trazer atividades muito mais interessantes do que grupos que são  de idades homogêneas.

  • Campeonatos

Em campeonatos, crianças/jovens superdotados tem a oportunidade de maximizar seu potencial, sem a pressão de parecer diferente. Além da chance de conhecer outros colegas.

  • Férias /cursos especiais de verão

Estes cursos são nas férias e tem como objetivo reunir  pessoas com interesses e capacidades semelhantes, para aprofundar seus conhecimentos e aumentar, treinar a competência social dos jovens e crianças. Somente tem sentido se ministrados por pessoas competentes e conhecedoras do tema. Ex: psicólogos, professores e pedagogos especializados e que tenham noções sobre o tema superdotação.

  • Porta-rotatória

Adequado aos que mostram uma capacidade muito acima da média em uma só matéria, este aluno visita somente neste determinado assunto, aulas em uma série mais adiantada. Ex: um aluno da 5. série, visita as aulas de matemática da 6. ou 7. série. As outras matérias ele continua a visitar na sua classe de fato. Este recurso tem a dificuldade de organização por parte da escola e mostra através de estudos, que é um mais caminho para a aceleração escolar completa do aluno. A vantagem encontra-se em que o aluno sente-se mais seguro para em um 2. passo completar a aceleração por inteiro. A criança já conhece, forma uma relação de amizade com as demais crianças e professores da série seguinte, trazendo mais segurança emocional para a mudança completa no processo de aceleração para a próxima série. Ou seja, em outras palavras: o objetivo da porta-rotatória é a aceleração de fato.

  • Entrada mais cedo na escola

001675Devido ao conhecimento prévio sobre vários temas, inclusive a capacidade de ler parcial ou fluentemente, capacidade acima da média de análise sobre causa e efeito, ter um domínio lógico e matemático muito acima das crianças da sua idade, algumas crianças são aptas a entrarem na escola antes da maioria. Depois de uma prévia análise do caso, os pais, juntamente com a escola podem decidir se para a criança em questão, é este o melhor caminho a ser seguido. Aqui se torna necessária muitas vezes a ajuda de um especialista em superdotação.

  • Aceleração

Recurso onde a criança passa/pula uma série inteira. Por exemplo: do 2. para o 4. ano. Este recurso, indicado através de vários estudos realizados em vários países, mostra ser até agora, o recurso mais eficiente para a maioria das crianças superdotadas. Para adolescentes há que se analisar se o aspecto social não tem maior importância no momento.

Aceleração escolar para o superdotado é tão importante e ainda tão pouco conhecida e usada nos países de língua portuguesa, que farei um artigo à parte somente com este tema. Aguardem…

Simone Clemens/pedagoga montessoriana (AMI – Alemanha) e especialista em superdotação  (IFLW – Alemanha)

Bibliografia:

Anna J. Wittmann e Heinz Holling, “Hochbegabtenberatung in der Praxis”

James Web, Elizabeth A. Meckstroh, Stephanie Tolan, “Hochbegabte Kinder, ihre Eltern, ihre Lehrer”

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

8 comentários em “Seu filho/aluno recebe o suficiente na escola/jardim de infância?”

    1. Maria Lúcia, que você seja uma boa pedagoga e que possa ajudar muitas crianças e jovens. Tendo perguntas sobre o tema, estou aqui. Inscreva-se no Blog. Assim você será avisada cada vez que novos artigos sejam postados.Bom dia!

      Curtir

  1. Que pena não ter encontrado você à algum tempo atrás ! Tenho um filho hoje com 11 quase 12 já que é “superdotado” aqui no Brasil usam o termo Altas habilidades. Ele é também TDAH e estuda em escola publica sempre estudou e em uma época tive serios problemas pois ele se recusava a ir par escola por dizer que não tinha nada novo para ele e eu briguei muito com a direção escolar fui taxada até de alienada.
    No 3° do ensino fundamental peguei todos os laudos dele após uma longa triagem com uma equipe multidisciplinar,porém de nada adiantou pois havia aquele velho jogo de empurra a escola dizia que não sabia por onde começar e esperava uma posição da secretaria municipal e essa empurrava novamente para a escola enfim desistimos pois eu não queria a aceleração dele pois emocionalmente eu o achava muito pequeno para frequentar uma série onde as crianças já teriam suas namoradinhas e ele sendo tão pequeno não gostaria de expor antecipando um momento especial da adolescencia.
    Tenho outro filho renal crônico ( o caçula) então mesmo meu filho tendo conseguido bolsas 100% de estudo em escolas particulares em tinha um custo muito alto com o outro e não podia arcar com transporte,alimentação e material para a escola particular,sofri muito por isso.
    Fiz meu maximo eu fazia planos de aulas para nos dois a semana toda porém ficava limitada pois sua area de maior interesse era biologia e eu não tem a menor aptidão nesse quesito só dele me pedir um coração de boi para estudar ou quando armazenava inseto eu corria kkkk .
    Enfim acabei mudando de cidade e ele se adaptou a vida “social” com os amiguinhos porém sofreu um leve preconceito por viver na biblioteca os garotos ficavam tirando sarro e percebi que ele tem deixado cada vez mais de ler,tocar ( coisa que também aprende sozinho de ouvido e com algumas aulas na internet) percebi que ele não quer ser destaque só quer ser aceito nos coleguinhas e está escondendo seus talentos.
    Tento ajuda-lo mas nessa fase quase não conversão apenas respondem nossa perguntas né? Fico muito triste pois não tive a menor condição de ajuda-lo com seu potencial e hoje ele não quer mais.
    Espero que que um dia eu possa ajudar crianças como ele pois realmente somos muito carente de profissionais nessa área.Estou fazendo minha especialização em Psicopedagogia e espero poder ajudar crianças como ele!
    Estou sempre no seu canal mas ainda não conhecia seu blog , parabéns e estarei sempre aqui!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Você está gostando do meu trabalho e eu gostei muito do seu depoimento. Muito obrigada.
      O caminho de crianças como seu filho sempre me toca muito. A adolescência é uma fase difícil para todo jovem e o Superdotado não é exceção. Entendi que seu filho sofreu na infância, mas não significa que vai continuar sofrendo. Ele ainda é jovem, talentoso e tudo pode ainda mudar muito – pra melhor!
      Que bom você estar estudando para psicopedagogia: vai com certeza poder ajudar MUITAS crianças, muitos jovens com toda a sua experiência e sensibilidade de mãe juntamente com a competência que você vai adquirindo como pedagoga profissional. Vejo seu caso com otimismo!
      Se você quiser entrar em contato direto comigo por seu filho, pode me mandar uma mensagem na minha página de facebook. Assim que eu começar oferecer palestras, cursos com certificado para professores, coloco aqui. Até breve.

      Curtir

  2. Gostaria de saber onde encontro uma escola montessoriana, que aplique o metodo corretamente, no Rio de Janeiro. Moro no Andaraí.
    E onde posso levar meu filho para uma avaliacao sobre superdotacao? Existe algum instituto especializado?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Que eu saiba há 1 escola Montessori no Rio e mais 2 para a educação infantil. Estas Instituições você acha facilmente na internet.
      Você deve levar seu filho para ser avaliado por um especialista em superdotação ou por um psicólogo especializado no tema. (A maioria dos psicólogos não tem esta especialização, por isso há que procurar e prestar atenção).

      Faça uma “lista” sobre os ítens de razões porque você acha que seu filho possa ser S.
      Eu posso te ajudar (em forma de consulta) a dizer primeiramente uma diretriz sobre a possível S do seu filho e se você deveria ou não eventualmente procurar um profissional aí no Rio. Em muitos casos não é necessário, pois os pais só necessitam de orientação e não de testes de QI.
      Boa sorte e se você quiser entrar em contato direto comigo para consulta, pode me mandar primeiramente uma mensagem pela minha página do facebook.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s